onu-apoia-o-carro-autonomo

ONU apoia o carro autônomo

Uma resolução para garantir o uso seguro de veículos autônomos foi aprovada no Fórum Global para a Segurança no Tráfego de Veículos da Comissão Econômica da ONU para a Europa (UNECE, na sigla em inglês) ocorrida em Genebra, na quarta-feira (11).

Em comunicado, a UNECE disse que os veículos autônomos têm o potencial de criar transporte mais seguro, eficiente e ambientalmente sustentável, pode transformar setores inteiros da economia e melhorar as vidas de milhões de pessoas, principalmente daquelas que não sabem dirigir ou têm acesso limitado à mobilidade.

No entanto, ainda há muitas questões relacionadas a áreas como padrões de segurança nas estradas, regras de trânsito, regimes de seguro, segurança cibernética e proteção de dados, que precisam ainda ser enfrentados antes da introdução massiva dos carros autônomos no mercado.

A resolução oferece recomendações para garantir a interação segura entre veículos autônomos e pedestres, e enfatiza o papel central que as pessoas precisam ter, seja como motoristas responsáveis, passageiros ou pedestres em geral.

Isso inclui a segurança rodoviária como uma prioridade, interação segura com o ambiente de tráfego circundante e a tolerância com segurança a erros dos usuários.

A resolução também recomenda que os carros de alta tecnologia possam se comunicar com seus usuários e outros usuários da via, de maneira clara, eficaz e consistente, reagindo a situações imprevistas e possibilitando sua desativação de maneira segura.

“Com esta resolução, estamos preparando o caminho para a mobilidade segura do futuro, para o benefício de todos os usuários da estrada”, disse a oficial da UNECE, Luciana Iorio.

Em setembro, um grupo de trabalho de veículos autônomos e conectados da UNECE se reuniu pela primeira vez em Genebra para começar a abordar questões como requisitos técnicos, segurança cibernética e atualizações de software e métodos de teste inovadores.

SAIBA MAIS

Sobre os projetos de carros autônomos

 

 

 

Acesse o texto original aqui

 

(Visited 18 times, 1 visits today)