Semana começa com bate-papo sobre preservação da Amazônia

summit

Aproveitando o gancho da Copa do Mundo e sua visibilidade midiática, a Fundação das Nações Unidas promove, de hoje (9/6) até sexta-feira (13/6), um dia depois do início do megaevento esportivo em São Paulo, uma série de bate-papos sobre temas como mudanças climáticas e a situação da Amazônia, mulheres e crianças, pobreza, saúde e parcerias globais. 

Nesta segunda-feira, a conversa girou em torno da Floresta Amazônica e sua preservação no contexto de mudanças climáticas. Fabio Scarano (Conservation International), Paulo Artaxo (professor da USP e membro do IPCC), Carlos Rittl (Observatório do Clima) e Daniel Nepstad (diretor executivo do “Earth Innovation Institute”) participaram do hangout que foi realizado neste link, na plataforma +SocialGood, no Google.

 Ajude 1 Papo Reto a continuar divulgando as grandes iniciativas em ESG, inovação e empreendedorismo de impacto social: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou faça uma DOAÇÃO

 

Além de citarem a importância da fiscalização do desmatamento no bioma, os participantes brasileiros citaram iniciativas de preservação na região. Scarano lembrou da Bolsa Verde, na Amazônia, que dá incentivo financeiro para pequenos proprietários que preservam o verde em suas terras.

A punição para quem compra carne de frigoríficos não certificados foi mencionada por Artaxo como um bom exemplo que deve ser replicado para outros produtos.

Já o americano Nepstad afirmou sentir falta de uma agenda positiva para a Amazônia. “São muitas proibições: proprietários de terras estão cansados de tantos ‘nãos'”, afirmou. A mediação foi da jornalista Daniela Chiaretti.

Veja, no link, a programação dos próximos hangouts.