Torça, torça, torça!

Por Sergio Cross

Os Jogos Olímpicos começaram, no Rio de Janeiro e aqui em Brasília também. Mais um pouco de circo para nos “distrair” da chatice que virou o noticiário político e econômico depois dos recentes super escândalos que envergonham os brasileiros “de bem” e enxovalham a imagem do país mundo afora.

Faz bem dar um tempo no noticiário chato – embora importante para nossas vidas -, como foi na época da Copa do Mundo. Pena que a felicidade daquela época foi traulitada pelos 7 gols da Alemanha e depois por mais 3 da Holanda. Bem, apesar disso, eu garanti um ingresso para Brasil X África do Sul no futebol masculino das Olimpíadas. Vou lá torcer!

Tenho certeza que nos Jogos Olímpicos e mais ainda nos Paralímpicos os atletas brasileiros vão nos dar muitas alegrias. Não cobrem deles a conquista de muitos ouros. Só de terem se classificado para os Jogos é glória de sobra, afinal nossos atletas (eles e elas) enfrentaram e enfrentam condições bem adversas na comparação com seus competidores de países mais desenvolvidos.

Muitos desses atletas olímpicos e paralímpicos não têm apoio financeiro, logístico, moral etc. etc. suficiente para desenvolver seu talento esportivo individual e/ou coletivo. O que se vê são histórias honrosas de superação, lições de moral de quem tem que subir degrau por degrau de uma escada rolante que funciona no sentido contrário até conseguirem o ambicionado índice olímpico.

E quando vemos que essas mesmas histórias de superação de imensas dificuldades ocorrem também com quem tem alguma deficiência física – caso dos atletas paralímpicos – vemos que os cidadãos abençoados que têm plenas condições físicas não têm sequer o direito de reclamar de (quase) nada na vida.

Portanto, exigir medalha de ouro de qualquer atleta brasileiro é algo inexpressivo, inócuo. Torça por eles, isso é o que os alimenta depois de tanta luta para defender as cores de um país que nem sempre está a postos para apoiá-los. Assista a cada competição e inspire-se nesses exemplos para fazer sua vida cada vez melhor no dia a dia.

Curta cada um dos dias dos Jogos porque depois voltam Temer, Cunha, Renan, crise etc. etc… ô noticiário chato!