Lucros com a floresta de pé

Lucros com a floresta de pé

Da Redação de O Mundo que Queremos, especial para Coalizão Verde (1 Papo Reto, Neo Mondo e O Mundo que Queremos)

A 2ª Conferência anual Amazonia Rising, marcada para os dias 28 de novembro a 9 de dezembro de 2022, reunirá investidores, filantropos e compradores corporativos visando aumentar e aprimorar os investimentos em economias amigas da floresta e no Estado de Direito. A Conferência é organizada por uma coalizão de líderes de nações indígenas, organizações sem fins lucrativos, governos e aliados, como um chamado global à ação para desenvolver e acelerar soluções para a sustentabilidade e a prosperidade da região amazônica e de seus povos.

Enquanto os líderes mundiais se reúnem no Egito para a COP27, há um reconhecimento cada vez maior de que a floresta amazônica é prioridade para combater a mudança climática e o colapso dos ecossistemas. As atuais taxas de desmatamento prejudicam a saúde do planeta e causam anualmente trilhões de dólares de prejuízo à economia global por meio da perda da biodiversidade, emissões de carbono e interrupções dos serviços ecossistêmicos.

O evento virtual de duas semanas foi criado para inspirar, estabelecer conexões e apresentar casos de negócios que apoiam uma economia positiva para a floresta, ao mesmo tempo em que traça estratégias para filantropia, investimento privado e financiamento misto (blended finance). Como um programa conjunto do Earth Innovation Institute e do Giving Back Fund, o evento é realizado pela Amazon Investor Coalition em parceria com a Fundação CERTI, NEXUS, Latimpacto, Capital for Climate e o Partnerships for Forests (P4F). Juntos, eles vão sediar mais de 40 sessões envolvendo aproximadamente 200 palestrantes.

Jonah Wittkamper, Co-Fundador e CEO da Amazon Investor Coalition, comenta: “Investidores que representam dezenas de trilhões de dólares se comprometeram a contribuir para a estabilidade climática. Ao facilitar uma maior conectividade entre as soluções baseadas na natureza da Amazônia e os círculos de capital internacionais, bilhões podem ser mobilizados”.

Johan Wittkamper 1 papo reto Coalizao VerdeNegócios que impactam positivamente a natureza e fundos de investimento focados na Amazônia vão mostrar algumas das estratégias mais inovadoras da região para investimento e criação de valor em torno da proteção da biodiversidade, restauração de ecossistemas e bem-estar da comunidade. Isso inclui alimentos, bebidas, agricultura, cosméticos, biotech, blockchain, georreferenciamento, inteligência de negócios, inteligência artificial e machine learning. As sessões também promoverão produtos sustentáveis e regenerativos que vão atrair investidores e compradores corporativos que buscam comprar frutas, castanhas, óleos, fibras, peixes, cacau e outros produtos de alto valor que podem competir com a economia do desmatamento e transformar as cadeias de suprimentos.

Philip Kauders, CEO & Co-Fundador, Courageous Land – ganhador 2022 Trillion Trees: Amazon Bioeconomy Challenge, um dos negócios a serem apresentados, comenta: “O atual sistema agrícola é responsável por 80% do desmatamento, 25% das emissões de CO2, extinção da biodiversidade e problemas de saúde do consumidor causados pelo uso de agroquímicos. O sistema agroflorestal da Courageous Land atua para restaurar os solos e recuperar a bomba biótica, ao mesmo tempo em que fornece ao mundo alimentos, ingredientes e madeira com baixo teor de carbono. Estamos entusiasmados em possibilitar que os investidores acessem esta oportunidade”.

As plenárias da Conferência, abertas ao público, vão inspirar uma maior consciência sobre o contexto geral da Amazônia. Nos dias 29 e 30 de novembro, as principais plenárias serão transmitidas ao vivo do Festival de Investimentos de Impacto e Negócio Sustentáveis na Amazônia (FIINSA) – a COP da Amazônia. Promovido pela AMAZ, Idesam, e o Impact Hub Manaus, o festival FIINSA em Manaus, Amazonas, oferece uma oportunidade para os amazônidas se conectarem pessoalmente por meio de temáticas como finanças sociais, P&D, aceleração de negócios e investimentos de impacto em toda a Bacia Amazônica.

“Há um ecossistema empreendedor robusto na Amazônia – com dezenas de incubadoras e aceleradoras, e organizações com sucesso demonstrado e profunda experiência”, diz Mariano Cenamo, Co-fundador do Idesam e CEO da Amaz. “Ao fazer a ponte entre o local e o global, podemos escalar essa infraestrutura de mercado de forma a garantir o aumento da floresta e do bem-estar comunitário no futuro”.

Sessões em pequenos grupos, limitadas à comunidade financeira e participantes selecionados, promoverão intercâmbio entre pares, desenvolvimento de parcerias, aprendizagem profunda com especialistas e orientarão o capital público e privado a navegar pelo ecossistema de investimento na Amazônia – incluindo mercados de carbono, sistemas agroflorestais, modelos de finanças combinadas (blended finance), compartilhamento de benefícios com as comunidades, capital descolonizador, créditos de biodiversidade, direitos sobre a terra, avaliação de impacto, proteções bioculturais e muito mais.

Carolina Suárez, CEO da Latimpacto, destaca: “Esta Conferência promove uma iniciativa pan-amazônica para ativar o capital catalítico de nossa região, desenvolver modelos de renda que salvaguardem a floresta tropical e elevar as comunidades locais como defensores de linha de frente da natureza”.

A parceria entre a Amazon Investor Coalition (AIC) e a Fundação CERTI é apoiada pelo programa Partnerships for Forests (P4F). O objetivo da Conferência é promover conexões genuínas e duradouras entre pares e agentes da mudança comprometidos com uma bioeconomia amazônica que beneficie as florestas e seja socialmente inclusiva.

Com base em um público global, a Amazon Investor Coalition e seus parceiros apoiarão jantares locais presenciais nas principais cidades do mundo no dia 3 de dezembro de 2022, em comemoração à Amazônia.

Para mais informações, acesse o site. 

 

 

Coalizão Verde
Author: Coalizão Verde
Sobre o/a Autor(a)
Coalizão Verde é a união dos portais de notícias Neo Mondo, O mundo que queremos e 1 Papo Reto com o objetivo de maximizar os esforços na cobertura de temas ligados à preservação ambiental.
Mais artigos