Olá, amantes da boa música!

Uma bela homenagem ao cantor e compositor da bossa nova Marcos Valle, que para a DJ Miria tem uma pegada pop e inteligenteHoje, vou falar de um artista de quem particularmente gosto muito, Marcos Valle. Esse texto já estava pronto, pois queria fazer no mês passado uma homenagem ao seus 50 anos de carreira, mas como o ano não acabou, ainda está valendo a minha homenagem a esse compositor, arranjador, instrumentista e cantor. Nascido no Rio de Janeiro, aos 13 anos ele sabia tocar piano clássico e estudava teoria musical, acordeon e dedicava-se ao violão. Marcos Valle é daqueles artistas completos que não precisam de referências, pois seu talento fala por si só. Formou um trio em 1961 com Edu Lobo, Dori Caymmi, e compôs com seu irmão, o letrista Paulo Sergio Valle (um excelente artista, em breve volto para falar dele). Os dois irmãos juntos formaram uma dupla de compositores de grandes sucessos como "Sonho de Maria", encontrada no primeiro disco gravado, Samba Demais, de 1963. É o compositor e cantor de uma música muito conhecida e interpretada por grandes cantores – "Preciso Aprender a ser só". Marcos Valle foi para os Estados Unidos, onde sua canção "Samba de Verão" chegou ao segundo lugar nas paradas de sucesso. Essa música tem mais de 80 versões diferentes nos EUA. Sua temporada foi como tudo o que ele faz: sucesso. Ele fez show com Sergio Mendes, que é outro queridinho dos americanos que não resistem ao balanço brasileiro e a bossa nova. Marcos Vale tem suas músicas registradas em grandes novelas, como "Azimute", "Com mais de Trinta", "Black is Beautiful" e muitas outras. Cantou com George Harrison e Sarah Vaughan. Como arranjador, teve discos indicados ao Grammy. Nas pistas Em 1990, seus discos foram redescobertos pela juventude de Londres e passaram a ser tocados nas pistas de dança inglesas, o que se espalhou pela Europa e Japão. Marcos Valle teve vários discos regravados lá fora e suas músicas interpretadas por artistas da música negra americana. Esse é um resumo de um cantor que tem um currículo de 50 anos de carreira. Mas o que me chama a atenção em Marcos Valle é sua genialidade. Ele é fruto da bossa nova e suas músicas nunca negaram essa origem. Mas você encontra um balanço, uma pitada de pop e uma inteligência em suas letras. Que me desculpem os cantores de bossa nova, ainda não vi nada igual! Essa genialidade é que faz Marcos Valle ser até hoje sampleado, interpretado por tantos cantores. Eu só tenho 23 anos, mas parece que Marcos Valle é do meu tempo, da minha geração. Ou eu gosto de música boa, ou Marcos Valle é que já tinha uma visão de futuro para suas músicas. Bom, eu tive a oportunidade de ver seu show este ano, ao lado de outro máximo da música: Roberto Menescal. Fui, é claro, surpreendida com a música, a elegância e o lado negro que Marcos Valle com certeza tem. São mais de 21 álbuns, 24 singles e EPs – e mais de 20 versões de canções pelo mundo afora. O rapper Marcelo D2 e o grupo Chicago também já viajaram na musicalidade dele. Fica a minha dica para você que ainda não conhece esse brilhante cantor. Fui. Aquele Abraço. Música indicada (ouça também no nosso Para ouvir ao lado direito as canções "Com mais de 30" e "Black is Beautiful") Discografia de Marcos Valle #ad Uma boa opção para saber sobre bossa nova e outros gêneros músicais, sugerimos o livro História Social da Música Brasileira, que pode se adquirido aqui  

 Ajude 1 Papo Reto a continuar divulgando as grandes iniciativas em ESG, inovação e empreendedorismo de impacto social: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou faça uma DOAÇÃO