Teatro-para-os-ouvidos

Teatro para os ouvidos

Existem cerca de 10 milhões de surdos no Brasil, um contingente equivalente à soma das populações totais dos vizinhos Paraguai e Uruguai. Boa parte destas pessoas já consegue ter uma vida bastante integrada à sociedade. Afinal, eles têm a oportunidade de estudar, de trabalha e de ir ao cinema… No entanto, existe um local onde os deficientes auditivos nunca encontraram guarida: o teatro.

Bem, pelo menos até agora.

A subsidiária da Samsung desenvolveu um aplicativo baseado em Realidade Virtual (VR) que transcreve, em texto, as falas dos atores são convertidas em legendas acessíveis a partir do uso de óculos especial, conectado a um smartphone. “Nosso foco é a inclusão”, diz Luiz Fernando Simabukulo, gerente de marketing corporativo da Samsung Brasil. “O texto simplificado aparece sincronizado ao ritmo do espetáculo”.

Ele explica que o projeto é pioneiro em nível mundial e o software foi desenvolvido integralmente pelos cientistas que atuam no Centro de Tecnologia da filial de Manaus. O sistema é a base do programa social Teatro para Todos os Ouvidos, iniciado em 2017. Nesta edição, a peça escolhida para ser “adaptada” é O Arquiteto e o Imperador da Assíria, em cartaz no Teatro Novotel Jaraguá, situado na região central de São Paulo.

Para chamar a atenção sobre as barreiras enfrentadas pelos deficientes auditivos e, claro, divulgar a tecnologia, a Samsung montou uma cabine em plena avenida Paulista. No espaço, que simula uma sala de teatro, é possível “mergulhar” na experiência de uma pessoa surda antes e após o uso dos óculos com dispositivo VR.

A distribuição gratuita de ingressos para o deficiente auditivo, e um acompanhante, deve ser solicitada no email teatroparatodososouvidos@gmail.com As sessões especiais vão até o dia 5 de outubro.

 

(Visited 64 times, 1 visits today)