Um milhão de empregos para os jovens

Um milhão de empregos para os jovens

 Ajude 1 Papo Reto a continuar divulgando as grandes iniciativas em ESG, inovação e empreendedorismo de impacto social: ANUNCIE ou faça uma DOAÇÃO

 

O desemprego continua sendo um dos principais fantasmas dos jovens brasileiros. Historicamente, a taxa de desocupação na faixa etária entre 15 e 29 anos sempre se situou num patamar 90% maior que o do conjunto da População Economicamente Ativa (PEA). Pesquisa recente da consultoria IDados, mostra que os impactos da pandemia colaboraram para agravar a situação dos jovens em geral. Baseados em informações do IBGE a consultoria concluiu que a taxa de jovens Nem-Nem (que não estudam nem trabalham) fechou 2020 em 25,5%, o maior patamar desde 2012.

Para tentar mitigar essa situação, diversos agentes da sociedade civil se uniram em torno da iniciativa patrocinada pela Organização das Nações Unidas (ONU), batizada de Um milhão de Oportunidades. A meta é qualificar e empregar este número de jovens entre 14 e 24 anos, em nível global.

A ambição é tentar destravar os dois principais nós que prejudicam a caminhada dos jovens, não apenas no Brasil: a dificuldade de acesso ao mercado de trabalho e a continuidade na formação acadêmica.

Na página do movimento é possível obter maiores informações e acessar o banco de vagas de estágio e postos de trabalho, no setor público e no setor privado. No primeiro caso, um bom exemplo é o governo de Alagoas, que vinculou à página o seu programa Ponta Pé, de estágios. Tem oportunidades também no Distrito Federal, no Rio de Janeiro e inúmeros municípios de São Paulo e Minas Gerais. Muitas vagas são intermediadas por organismos e agências de RH, como o CIEE e a Manpower, respectivamente. 

Pelo lado do setor privado, o destaque da versão brasileira da iniciativa global da ONU é a participação de gigantes de diversos segmentos, tais como: Aegea, Americanas, Google, Heineken e Magalu. Boa parte delas, como é o caso da sul-coreana Samsung, são aliadas históricas dos programas de desenvolvimento econômico e humano da ONU (OIT, Unesco e ONU Mulheres, por exemplo). Um deles é o Generation17, destinado a engajar os jovens na implementação dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (17 ODS), criados pelo PNUD.   

Samsung PNUD um milhao de empregos para os jovens 1 papo retoAlém disso, existe uma seção dedicada a cursos on-line gratuitos, de curta duração, sobre temas como: marketing digital, melhores práticas de vendas, segurança cibernética, BIM - Building Information Modeling, Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC), finanças pessoais, e educação ambiental. 

 

 

 

 

*Texto atualizado em 7/6/2021, às 10h, para inclusão de novas informações sobre o programa.